Todo apoio aos trabalhadores em greve na Mercedes


15 de Maio de 2018

Contribuição de um trabalhador da Mercedes-Benz

Nós, trabalhadores da Mercedes, estamos em campanha salarial. Nossa luta não é só por melhorias econômicas, mas também pela renovação das clausulas sociais da nossa convenção coletiva. Esse acordo está vencendo e precisa ser renovado. O problema é que a empresa quer retirar da convenção, conquistas importantes de nossa categoria.
Não chega a surpreender, mas chama a atenção tanta choradeira da empresa. Depois de seguidos anos com baixa produção, agora a produção está maior, graças, principalmente, às exportações.
Mesmo produzindo e vendendo mais, a Mercedes não quer corrigir os salários nem pela inflação, não quer a renovação das cláusulas sociais (nesta parte querem, por exemplo, tirar a estabilidade para os acidentados) e, o mais incrível, ainda tem a cara de pau de falar em mão de obra excedente, ou seja, em demissão!
Então, nessa segunda feira, 14, em assembléia realizada na porta da fábrica, decidimos entrar em greve até que a empresa aceite um acordo que não só reponha nossas perdas econômicas, mas também garanta as nossas conquistas socais e o pagamento maior da PLR.
Por outro lado, temos que exigir que o sindicato apresente aos trabalhadores, qual a proposta que ele está levando à mesa de negociação. Tem que ter transparência nas negociações. O sindicato não fez isso, mas deveria fazer.
A empresa quer nos fazer crer que estamos pedindo demais. Por isso, é importante que os trabalhadores saibam como está sendo a negociação e conhecerem a proposta para, com uma boa argumentação, mostrar que a nossa reivindicação é o mínimo.
Sabemos que a Mercedes vai fazer muita pressão para tentar enfraquecera greve. Mas é importante termos a consciência de que nosso único caminho é a luta.
Por isso o apoio de outras categorias é fundamental para pressionar a empresa. Contamos com a solidariedade dos companheiros de outras categorias.

Reposição da inflação e Aumento real!
Renovação das cláusulas sociais com garantia de todos os direitos previstos na atual convenção coletiva!
PLR decente!
Nenhuma demissão!