Desde março de 2019 o Espaço Socialista e o Movimento de Organização Socialista se fundiram em uma só organização, a Emancipação Socialista. Não deixe de ler o nosso Manifesto!

A greve da Mercedes-Benz continua!


21 de Maio de 2018

Contribuição de um trabalhador da Mercedes-Benz

Hoje, segunda feira, entramos no sétimo dia da greve aqui na Mercedes. Devemos estar orgulhosos pela coragem de levarmos essa luta adiante. Há um bom tempo não vemos uma greve como essa em nossa categoria e é importante por retomarmos a força dos metalúrgicos do ABC. Apesar da pressão que a empresa vem fazendo pelo fim da greve, os companheiros têm permanecido firmes.

Vale lembrar que todo o processo da greve tem muita valia para nós trabalhadores, já que a greve não é apenas a melhor ferramenta de luta que temos. Alem disso, ela nos faz lembrar que temos força para mudar as coisas, que fazemos parte de uma classe e que a solidariedade e a união são fundamentais.

A força da nossa greve trouxe resultado sobre as negociações com a empresa. Na sexta feira, o CSE (Comitê Sindical de Empresa) apresentou uma proposta negociada com a empresa que – apesar de termos avançado em outros pontos como a renovação das cláusulas sociais, a suspensão das demissões e a reposição dos dias em greve sem desconto no pagamento – foi rejeitada porque não atendeu a nossa exigência de um reajuste salarial decente. Ao mesmo tempo, é determinante a conduta do CSE nessa luta.

Nós, trabalhadores, devemos exigir que a direção do sindicato ouça os companheiros e defenda nossos reais interesses. Até agora houve pouca discussão do sindicato com os trabalhadores para fecharmos os pontos da campanha salarial.

Esperávamos arrancar uma proposta minimamente aceitável nessa segunda feira. Esperávamos que a Mercedes entendesse o recado de que nos manteremos firmes na luta.

E já faz toda a diferença o apoio e a solidariedade dos companheiros de outras categorias, já que somos todos uma classe só. E só avançamos na luta contra o capitalismo quando agimos enquanto classe. Seguimos na luta!