DENÚNCIA Pública das Ameaças e Intimidações a Conselheiros da Subsede APEOESP Santo André – SP!


16 de novembro de 2014

DENÚNCIA

Em Defesa do Direito de livre expressão e de manifestação!

Vimos denunciar que membros da Executiva da Subsede APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) Santo André, vêm sofrendo desde o dia 23/09 o que caracterizamos como ameaças e intimidações.

Foram arremessadas pedras nos seus carros em suas garagens, 03 pneus foram furados com faca, um veículo furtado (depois encontrado, mas faltando duas rodas, bateria e outras peças), e até ameaça de morte pelo telefone. Foram feitos Boletins de Ocorrência de todos esses fatos como sendo ameaças e solicitado apuração policial.

Chama a atenção que tais ataques passaram a acontecer logo após a participação da Subsede em lutas, com visitas às escolas e assistência aos professores como:

– Contra a implantação do Novo Modelo de Escola Integral e sua imposição nas escolas de modo antidemocrático, sem respeitar a vontade da comunidade escolar e do Conselho de Escola, como na E.E. Celso Gama, onde isso foi de barrado com a união de professores, alunos e pais a escola (pelo terceiro ano seguido).

– Denúncia das manobras de algumas direções de escola na eleição dos membros dos Conselhos e da APM; cobrança para que haja real funcionamento e respeito às decisões desses órgãos com transparência e democracia no uso das verbas, pois a escola é pública.

– Encaminhamento ao Ministério Público de denúncias trazidas à Subsede por associados, para apuração do órgão responsável, sem que tenhamos feito qualquer acusação pessoal ou desprovida de provas.

– Apoio aos professores contra o autoritarismo e o Assédio Moral por parte daquelas equipes gestoras que consideram as escolas públicas propriedade sua, se julgando no direito de gritar e humilhar os professores. Também com essa finalidade elaboramos os Cadernos de Orientações do dia a dia dos professores Jurídicas I e II.

– Outras lutas contra a imposição de tarefas que não somos obrigados a realizar como digitação na Secretaria Escolar Digital, Relatórios excessivos etc.

Todas as iniciativas da Subsede Santo André se dão em conjunto com os professores, sempre respaldadas em decisões coletivas, sejam das reuniões de Representantes de Escolas, da Executiva, Coordenação ou mesmo dos professores das escolas envolvidas.

Assim, tais intimidações e ameaças são ataques não apenas aos Conselheiros e à atuação da Subsede Santo André, mas aos professores, ao movimento da Educação como um todo, bem como ao Sindicato e aos princípios de qualquer convivência democrática.
Os direitos de organização e de manifestação foram frutos de anos de luta, inclusive contra a Ditadura Militar e devem ser defendidos por todos.

Assim, além da denúncia pública e jurídica desses fatos e busca de sua apuração, iniciamos uma Campanha Permanente Contra a Repressão às lutas e aos ativistas, com veiculação nas redes sociais e mídias em geral.

Esta carta será protocolada na Diretoria de Ensino, Secretaria Estadual de Educação, APEOESP – Central, e enviada para as demais Subsedes do Estado. Também solicitamos audiência com a Sra. Dirigente deixá-la ciente dessas ocorrências e cobrar posição do Estado.

Isso só reforça a importância de aumentarmos ainda mais a união, luta e organização dos professores, alunos e pais. Chamamos à solidariedade de todos nesse momento. Vamos defender nosso direito mais básico que é o direito de posicionamento e de manifestação!

03/11/2014

Subsede APEOESP Santo André – Gestão Renovar Pela Luta/Oposição Alternativa.